Quem Será o Redentor dos Mundos Criados por Nós? | Intérprete Nefita

Quem Será o Redentor dos Mundos Criados por Nós?


Por Luiz Botelho 03 de Janeiro de 2021
Quem Será o Redentor dos Mundos Criados por Nós?

PERGUNTA:

Sabemos que Jesus Cristo é o Salvador de todos os mundos Criados por meio Dele. As escrituras indicam também que Eloím provavelmente foi o Redentor de seu próprio Plano de Salvação. Se alcançarmos a Exaltação e possuirmos as chaves de criação, quem será o Redentor dos mundos criados por nós?

RESPOSTA:

No ano de 2013, alguns anos após ter retornado de minha missão, iniciei uma busca por respostas relacionadas a diferentes tópicos do Evangelho, e em especial sobre o tema da Expiação. Sabemos que Jesus Cristo é o Redentor não apenas dessa terra, mas de todos os mundos criados por ele.[1] É também conhecido na teologia da Igreja de Jesus Cristo que o Plano de Salvação possibilita a todas as pessoas os meios necessários para que possamos progredir e nos tornar semelhantes a Deus, com o potencial de alcançarmos os dons e chaves do Sacerdócio referentes à criação, possíveis no grau mais alto da glória celestial.[2]

As escrituras, porém, parecem abrir margem para a hipótese de que não apenas Jesus é o Redentor de nosso plano, mas que seu pai Eloím também foi o Redentor de seu próprio plano. Em João 5:19 Jesus ensinou:

"Na verdade, na verdade vos digo que o filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se não o vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente."

Em outras palavras, Jesus parece indicar que Ele fez o que de alguma maneira viu Eloím fazer, possivelmente em algum tipo de visão ou revelação desconhecida para nós. Tendo isso em vista, refletia na época de 2013 que para que pudéssemos eventualmente "levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem", igualmente precisaríamos de um Redentor. Esse Redentor, entretanto, ao contrário de Cristo, não poderia realizar uma Expiação sob a condição de ter visto o Pai (nós) fazer, visto que não fomos expiadores do atual plano de salvação em que vivemos. Tampouco poderíamos em qualquer momento da eternidade realizar uma Expiação, visto que nesse estágio já seríamos seres ressurretos, sendo impossível dessa maneira voltar a nascer na terra, morrer e ressuscitar novamente, como o fez Jesus. Tal conceito também amplia a nossa visão sobre a existência de duas linhagens distintas dentro da genealogia dos Deuses, uma sendo a linhagem de filhos unigênitos e outra a linhagem dos demais filhos espirituais criados por meio do Unigênito.

Diante dessa questão, decidi na época escrever um email para Brad Wilcox, que atualmente serve como conselheiro na Presidência Geral dos Rapazes e que na época era professor na BYU e autor de diversos livros e artigos relacionados à Expiação.

Na ocasião, expliquei ao irmão Wilcox minha questão como demonstrado acima, e perguntei: "Quem será o Salvador dos mundos que criarmos?". Para a minha surpresa, Brad Wilcox respondeu minha mensagem e compartilhou as seguintes perspectivas sobre o assunto:

"(...) Referente à sua questão, provavelmente a melhor coisa é reconhecer que não sabemos. Entretanto, pelo que entendo sobre o assunto eu creio que você está certo. Acredito que a Expiação é infinita no sentido que cobre todas as terras que Jesus ajudou a criar. Será que Deus, o Pai, executou uma Expiação? Talvez. Mas se Ele foi um Salvador em um outro mundo, isso certamente não é um requisito para que nos tornemos deuses. Dessa forma, se Ele foi ou não foi, Ele não necessariamente precisava ser. Quem redimirá nossos próprios mundos? Provavelmente nosso filho [espiritual] primogênito. Quem proverá oposição para nossos mundos e se tornará um Satanás? Provavelmente um de nossos filhos espirituais. Olhe para a história de nosso mundo. No minuto em que nos livramos de um Hitler e pensamos que o problema está resolvido, muitos outros se apressam para tomar seu lugar. É triste pensar que haverão alguns de nossos próprios filhos espirituais que estarão ansiosos por fazer "aquilo que foi feito em muitos outros mundos." Ainda assim, o caminho está pavimentado para que aqueles que desejam tornar-se como Deus o fazer. 

A Expiação nos garante que todos sobreviveremos ao estágio da mortalidade, mas progresso é opcional. Temos que desejá-lo... Infelizmente, há muitos nessa terra que simplesmente estão satisfeitos em NÃO progredir. Sempre será dessa forma quando liberdade existir. Alguns irão agarrar a oportunidade de tornarem-se como Deus e Cristo. Outros usarão essa mesma liberdade para tornarem-se como Satanás. O progresso em qualquer direção é lento e gradual. Podemos voltar atrás se desejarmos. Deus nos ajudará a caminhar da Sua maneira, mas alguns se desencaminharão. Eles não desejarão estar em qualquer lugar próximos a Deus e a tudo o que Ele oferece. Somos abençoados a desejar algo maior. Obrigado por sua fidelidade no Evangelho e sempre conte com meu apoio e amizade. "[3]

Brad Wilcox


Referências:

[1] D&C 76:42
[2] In Eliza R. Snow Smith, Biography and Family Record of Lorenzo Snow (1884), 46; see also “The Grand Destiny of Man,” Deseret Evening News, July 20, 1901, 22.
[3] Extrato da resposta do Elder Brad Wilcox ao email que o enviei no dia 5 de maio de 2013.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

© 2021 Intérprete Nefita. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Prudente Empresas